30.06.14

O parque Nacional de Morrocoy situa-se entre a costa oriental do Estado Falcón e o noroeste do Golfo Triste, no litoral Centro Ocidental da Venezuela. Tem a particularidade de ser terrestre e aquático, pouco povoado, sendo as povoações mais conhecidas Tucacas e Chichiriviche. Oferece mangais e inúmeras ilhotas, habitualmente denominadas por Cayos, conhecidos pelas suas espetaculares praias caracterizadas por pequenas e imaculadas línguas de areia banhadas pelas águas turquesas do Caribe.

 

 

Apesar da zona ser mais procurada pelas suas excelentes praias, o parque apresenta uma fauna rica, sendo o seu habitante mais popular a tartaruga (verde, carey, cardón y cabezón), também em termos de avifauna, existem mais de duas centenas e meia de espécies. Frequentando estas praias vislumbra-se com frequência pelicanos em plena atividade predadora, embora a densidade populacional é aparentemente inferior à que se pode apreciar em Los Roques.

 

Na gíria popular venezuelana existe o dito popular: “llegó a paso de morrocoy”, porque popularmente se chama à tartaruga morrocoy, pela elevada densidade populacional deste réptil no parque natural.

 

Para os amantes de snorkling, este é um spot espetacular que nos amarra horas seguidas a apreciar a colorida diversidade de espécies piscícolas e coralinas.

 

Ao longo do parque é possível encontrar alojamento em algumas pousadas de qualidade, no contexto da oferta hoteleira do país, entre as mais conhecidas está a La Ardileña e Los Cocos. Qualquer que seja a opção, é preferível optar por um alojamento que assegure o transporte desde a pousada até aos cayos, ou seja, inclua o traslado até ao cais de embarque e, daí, o barco até aos cayos.

 

Nos cayos, é possível disfrutar de ceviches, ostras, massagens, bebidas, ou, o popular “pescado frito con ensalada y tostones” da costa venezuelano.

 

Nalguns casos, há pequenas embarcações que se ancoram junto à praia e vendem cachorros quentes, preparados na hora. Uma experiência sui generis, entrar na água acima dos joelhos para comprar um cachorro quente…

 

A praia e as águas são tipicamente caribenhas: turquesas, quentes, sem ondulação a habitadas por deslumbrantes e coloridas espécies de peixes!

 

O percurso para chegar aos cayos pode ser mais ou menos romântico, assim como se pode optar por um cayo mais próximo ou mais afastado da costa continental. Recomenda-se fazer o canal do amor no regresso, quando muitas aves já estão de volta ao seu ponto de aconchego noturno, disfrutando uma vez mais da beleza natural da fauna de Morrocoy.

 

Naturalmente, a rede vial para chegar à zona do parque é deficitária, e a insegurança é muita, pelo que se recomenda planear a viagem para chegar ainda com a luz do dia, considerando uma a duas horas de folga, para imprevistos, face ao que seria o tempo normal de viagem.

 

Morrocoy é um paraíso subdesenvolvido em pleno Mar Caribe!

tags:
publicado por viagenslatinas às 20:09

Twitter
Relatos de uma Europeia a residir, temporariamente, na Venezuela, das suas viagens pelo continente americano, aproveitando para conhecer algumas das inúmeras ilhas banhadas pelo Mar Caribe.
mais sobre mim
pesquisar
 
Junho 2014
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
10
11
12
13
14

15
16
17
18
19
20
21

22
23
24
25
26
27
28

29


arquivos
2014:

 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12


2013:

 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12


2012:

 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12


blogs SAPO