29.09.14

F5_LagoaCanaima.jpg

 

 

O parque nacional do Canaima é o segundo maior parque nacional da Venezuela (3 000 000 ha) e um dos mais famosos do país e do mundo, Património da Humanidade, alberga a queda de água mais alta do mundo, Salto Angel, com cerca de 1000 m de altura. Caracteriza-se por afloramentos rochosos com características únicas, os tepuyes, que não existem em outra parte do planeta. São majestosas montanhas rochosas de cumes planos, cujos ecossistemas são únicos, promovidos pelo isolamento do resto da savana que a sua altura impõe.

 

No topo das montanhas o clima é húmido e frio e as nuvens adensam-se produzindo um microclima, por outro lado sofrem forte insolação quando as nuvens se dispersam. A altitude varia entre os 450 e os 2810 m e a temperatura oscila entre os 20 e os 30 ºC.

 

Todo o parque está adornado por uma extensa malha de rios e quedas de água criando uma paisagem de horizonte único. Muchas zonas do parque só se podem visitar de helicóptero ou avioneta, outras em canoas esculpidas em longos e robustos troncos inteiros construídas a partir das árvores centenares da floresta amazónica que aqui se inicia e se estende em direção aos países vizinhos, Brasil e Colômbia.

 

A subida da lagoa, via Rio Caroní, até ao Salto Angel leva horas, tanto mais quanto menor é o caudal do río que flutua muito em função da pluviosidade, nesta oportunidade foram 7,5 horas. Em algumas épocas do ano, de seca, pode não ser possível chegar devido à reduzida lâmina de água. Ao longo da viagem aprecia-se a alteração da paisagem desde a grande savana que se adentra na floresta amazónica.

 

A oferta turística permite pernoitar em hamacas (redes) em plena selva amazónica e regressar no dia seguinte, numa viagem mais tranquila e menos demorada já que se maximiza a velocidade com a corrente do rio. Durante a noite é possível ouvir animais de grande porte, como o porco negro selvagem, semelhante ao javali, entre outros. Uma experiencia impossível de verbalizar na sua totalidade!

 

A chegada ao Salto Angel aclara-nos a reduzida dimensão humana face à magnânima dimensão da natureza. Invade-nos uma energia e uma paz únicas, incapaz de se reproduzir em qualquer oura parte do mundo! Aqui sente-se que as baterias se recarregam e que a quotidianidade se afasta. Também é possível visitar o Salto Angel e regressar no mesmo dia, embora seja uma agenda demasiado pesada para permitir disfrutar cabalmente de tudo o que a selva tem para oferecer!

 

Ao longo da subida a paisagem que abraça o rio vai-se alterando até que começa a floresta que tem uma das populações de orquídeas mais basta do mundo. Nem sempre é possível seguir pelo rio, pelo que nos espera fazer alguns trilhos caminhando em pleno seio da Grande Savana do parque. Apaixonante!

 

Nas áreas limítrofes do Canaima há oferta de pousadas de qualidade, decoradas com tecidos de padrão tigre, o mesmo que decora os estofos das aeronaves que nos transportam do aeroporto de Puerto Ordaz até ao Parque.

 

As linhas de água superficiais de todo o parque, incluindo da lagoa, apresentam uma coloração avermelhada proveniente dos minerais que a compõem e da decomposição orgânica da flora amazónica que desagua ao longo do Rio Carrao que a alimenta. A partir daqui é possível disfrutar de uma diversificada oferta de excursões a várias quedas de água. Uma das mais impressionantes é o Salto El Sapo, que se atravessa por detrás da cortina de água de 120 m, numa experiência de cortar a respiração e elevar os níveis de adrenalina. A lagoa oferece é um dos locais mais apaziguantes, com uma extensa praia de fina areia branca que se confunde com qualquer praia de areias coralinas. Aqui se realizaram alguns filmes exitosos do grande ecrã, como Avatar. Uma paisagem com apontamentos jurássicos.

 

A partir do aeroporto de Puerto Ordaz, Estado Bolivar, há várias companhias aéreas que fazem diariamente a rota até ao Canaima.

 

Não deixar de levar: máquina fotográfica à prova de água, sapatos com sola de silicone para os percursos aquáticos, impermeável, protetor solar ecrã total, repelente e óculos de sol.

 

O regresso a casa é marcado pelo elevado nível de energia e paz interior.

publicado por viagenslatinas às 01:03

Twitter
Relatos de uma Europeia a residir, temporariamente, na Venezuela, das suas viagens pelo continente americano, aproveitando para conhecer algumas das inúmeras ilhas banhadas pelo Mar Caribe.
mais sobre mim
Contador visitantes
pesquisar
 
Setembro 2014
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9
10
11
12
13

14
15
16
17
18
19
20

21
22
23
24
25
26
27

28
30


arquivos
2014:

 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12


2013:

 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12


2012:

 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12


blogs SAPO