30.06.14

O parque Nacional de Morrocoy situa-se entre a costa oriental do Estado Falcón e o noroeste do Golfo Triste, no litoral Centro Ocidental da Venezuela. Tem a particularidade de ser terrestre e aquático, pouco povoado, sendo as povoações mais conhecidas Tucacas e Chichiriviche. Oferece mangais e inúmeras ilhotas, habitualmente denominadas por Cayos, conhecidos pelas suas espetaculares praias caracterizadas por pequenas e imaculadas línguas de areia banhadas pelas águas turquesas do Caribe.

 

 

Apesar da zona ser mais procurada pelas suas excelentes praias, o parque apresenta uma fauna rica, sendo o seu habitante mais popular a tartaruga (verde, carey, cardón y cabezón), também em termos de avifauna, existem mais de duas centenas e meia de espécies. Frequentando estas praias vislumbra-se com frequência pelicanos em plena atividade predadora, embora a densidade populacional é aparentemente inferior à que se pode apreciar em Los Roques.

 

Na gíria popular venezuelana existe o dito popular: “llegó a paso de morrocoy”, porque popularmente se chama à tartaruga morrocoy, pela elevada densidade populacional deste réptil no parque natural.

 

Para os amantes de snorkling, este é um spot espetacular que nos amarra horas seguidas a apreciar a colorida diversidade de espécies piscícolas e coralinas.

 

Ao longo do parque é possível encontrar alojamento em algumas pousadas de qualidade, no contexto da oferta hoteleira do país, entre as mais conhecidas está a La Ardileña e Los Cocos. Qualquer que seja a opção, é preferível optar por um alojamento que assegure o transporte desde a pousada até aos cayos, ou seja, inclua o traslado até ao cais de embarque e, daí, o barco até aos cayos.

 

Nos cayos, é possível disfrutar de ceviches, ostras, massagens, bebidas, ou, o popular “pescado frito con ensalada y tostones” da costa venezuelano.

 

Nalguns casos, há pequenas embarcações que se ancoram junto à praia e vendem cachorros quentes, preparados na hora. Uma experiência sui generis, entrar na água acima dos joelhos para comprar um cachorro quente…

 

A praia e as águas são tipicamente caribenhas: turquesas, quentes, sem ondulação a habitadas por deslumbrantes e coloridas espécies de peixes!

 

O percurso para chegar aos cayos pode ser mais ou menos romântico, assim como se pode optar por um cayo mais próximo ou mais afastado da costa continental. Recomenda-se fazer o canal do amor no regresso, quando muitas aves já estão de volta ao seu ponto de aconchego noturno, disfrutando uma vez mais da beleza natural da fauna de Morrocoy.

 

Naturalmente, a rede vial para chegar à zona do parque é deficitária, e a insegurança é muita, pelo que se recomenda planear a viagem para chegar ainda com a luz do dia, considerando uma a duas horas de folga, para imprevistos, face ao que seria o tempo normal de viagem.

 

Morrocoy é um paraíso subdesenvolvido em pleno Mar Caribe!

tags:
publicado por viagenslatinas às 20:09

Twitter
Relatos de uma Europeia a residir, temporariamente, na Venezuela, das suas viagens pelo continente americano, aproveitando para conhecer algumas das inúmeras ilhas banhadas pelo Mar Caribe.
mais sobre mim
Contador visitantes
pesquisar
 
Junho 2014
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
10
11
12
13
14

15
16
17
18
19
20
21

22
23
24
25
26
27
28

29


arquivos
2014:

 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12


2013:

 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12


2012:

 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12


blogs SAPO