08.11.12

(...) o dia começa pelas 6:30 am, com a urgência das tarefas domésticas impossíveis de concretizar no dia anterior... e no antes desse... e no outro antes do penúltimo.

Os ponteiros mantêm a velocidade mundialmente definida permitindo, até às 7:15, selar emergências: uma camisola para vestir e um par de calças. Bom, a limpeza dos sapatos fica para o final do dia, depois de chegar do trabalho.

 

O banho matinal pontua o único momento relaxante do dia, algumas vezes interrompido pelo primeiro telefonema da manhã, que não anuncia uma solução. Demasiadas.

 

A cada dia são listadas as tarefas para que a agenda não fuja às exigências das chefias.

O karma da palavra tarefa, caracterizado por falta de concretização, esgota. A esquizofrenia acompanha-nos então, num sussurro constante:

_ Se não realizas a tarefa 1 até ao final do dia, ficas em incumprimento no planeamento semanal. Se não consiguires na próxima semana e meia finalizar a tarefa 2, prolongas o incumprimento ao planeamento mensal.

 

Objetivos semestrais não atingidos. Ano mau.


Buscas incessantemente a justificação para os resultados anuais, concluindo repetidamente que saturno importuna o teu ascendente/sucesso. No próximo ano será diferente.

_ Não cumpriste a tarefa 13. Se não o fizeres até ao final do dia de ontem, o ano seguinte encontra-se fracassado à partida. A ausência de planeamento indicia a falta de estratégia. Faz o planeamento até ontem!

 

O dia inicia-se às 6:30 am, há oito horas atrás tenta-se dar corpo ao planeamento cuja data de entrega foi superada. A sua entrega impediu a realização da tarefa 1 e todas as outras previstas para o dia anterior.

_ Hoje tenta chegar um pouco mais cedo. Realiza as tarefas que listaste para ontem e elabora à primeira hora a lista e tarefas para hoje.

 

O pequeno almoço foi aldrabado, no dia anterior não se comprou pão. Todas as padarias haviam fechado depois da hora de dar um jeito nos sapatos. O telefone não toca até às 11: am. O email evidencia uma justificação agradavelmente dispensável: tentei ligar-lhe, mas tinha o telemóvel desligado...

 

A retoma das condições de laboração espectáveis impedem terminar as tarefas projetadas para o dia anterior. A agenda do dia depende de algumas conclusões do dia anterior. De qualquer modo, o dia terminou. Acumulam-se dois planeamentos diários e tocam algumas sirenes.

 

O dia anterior não terminou, iniciou-se o novo dia talvez às 8:00 am, ou às 9:00 am. Certamente não conhece o momento em que o dia anterior terminou e se iniciou o seguinte. Despreza o conceito de fim de semana.

Conserva as férias. Dependem de terceiros. É uma obrigação legal. Implicadas na concretização da tarefa 7 (entrega do plano de férias no departamento de RRH).

 

_ Não mudes as férias! Isso seria o início do fim da tua felicidade!

_ Não ouses deixar de ir de férias mortificarias a tua realização pessoal!

_ Enfrenta. Vai de férias.

 

(...)

publicado por viagenslatinas às 21:37

Twitter
Relatos de uma Europeia a residir, temporariamente, na Venezuela, das suas viagens pelo continente americano, aproveitando para conhecer algumas das inúmeras ilhas banhadas pelo Mar Caribe.
mais sobre mim
Contador visitantes
pesquisar
 
Novembro 2012
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9
10

11
12
13
14
15
16
17

18
19
20
21
22
23
24

25
26
27
28
29
30


arquivos
2014:

 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12


2013:

 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12


2012:

 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12


blogs SAPO